Partiu para a Eternidade na noite da última quarta-feira, 05 de junho de 2019, a irmã Wanda Freire da Costa

 
Partiu para a Eternidade na noite da última quarta-feira, 05 de junho de 2019, a irmã Wanda Freire da Costa, fundadora da União de Esposas de Ministros das Assembleias de Deus no Brasil (Unemad) e esposa do pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente de honra da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) e presidente do Conselho Administrativo da CPAD. “Minha princesa Wanda, você combateu o bom combate
  
Te amo para sempre. Você está deixando para todos nós um legado de mulher de fé, esposa, mãe, avó e bisavó”, publicou o pastor José Wellington em suas redes sociais anunciando a partida. Ele também publicou o texto Lucas 1.23: “E terminados os dias de seu ministério, voltou para casa”. Professora e assistente social, Wanda Freire nasceu em 22 de setembro de 1934, em Fortaleza (CE), filha de Alfredo Porfírio Freire e Francisca de Assis Freire. Quando crianças, Wanda e José Wellington frequentavam a mesma igreja Assembleia de Deus em Fortaleza e se batizaram, aos 12 anos, no mesmo dia, em 7 de setembro de 1946. 
 
Em uma viagem de evangelização em Itapagé, promovida pela mocidade, Wanda e José Wellington se conheceram melhor. A partir de então, passaram a conversar, oficializando o namoro em 14 de janeiro de 1950. Os pais tinham certo receio com relação ao namoro, já que ambos estavam no auge da adolescência, com apenas 15 anos. Mesmo diante da preocupação das famílias, o casal resolveu assumir o compromisso do casamento, exatamente três anos mais tarde. 
 
Pastor José Wellington recordou esse episódio em matéria publicada na revista A Seara (CPAD) de junho de 1992: “Quando ficamos noivos, comecei a me empenhar para montar nossa casa. Eu sou 22 dias mais novo que ela. 
 
Estava com 17 anos quando chamei o irmão Alfredo e declarei que amava a filha dele, pedindo permissão para nos casarmos. Ele olhou para mim, sorriu e disse que ia falar com dona Francisquinha, sua esposa. À noite, quando voltei, ansioso pela resposta, dona Francisquinha me deu um sermão, fazendo com que eu sentisse a realidade do compromisso que estava assumindo. 
 
Falou-me que, em primeiro lugar, eu era muito novo; em segundo, devia ser mais crente para ser feliz no casamento; em terceiro, que eu precisava trabalhar para assumir as responsabilidades financeiras da casa. Disse ainda que Wanda era professora e não sabia fazer nada na cozinha. Imediatamente, respondi que iria contratar uma empregada para resolver este problema”. 
 
Com muita dificuldade, o casal montou a primeira casa. Quando se casaram, em 14 de janeiro de 1953, eram feirantes. Após o nascimento do primeiro filho, José Wellington Costa Júnior, o casal se transferiu para São Paulo. 
 
Depois lhes nasceram os outros cinco filhos: Paulo Freire, Joel Freire, Samuel Freire, Marta e Rute. Quando José Wellington passou a trabalhar integralmente no Ministério da Assembleia de Deus de Belenzinho (SP), Wanda Freire ainda continuou à frente das lojas do próspero comércio que possuíam, para prover os recursos para a educação dos filhos.
 
Exercendo o trabalho de auxiliadora do ministério pastoral de José Wellington, Wanda Freire passou a liderar o Departamento Feminino da Assembleia de Deus em São Paulo, o Círculo de Oração e a Associação Beneficente e Promocional Belém, desenvolvendo um grande trabalho social no Estado. 
 
Sua história de vida e milagres é contada em seu livro Minhas Experiências com Deus, publicado pela CPAD. Após pastor José Wellington ter assumido a liderança da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) a partir de 1988, Wanda Freire passou a trabalhar para que o segmento feminino das Assembleias de Deus, representado pelas esposas dos pastores, tivesse eventos de caráter nacional direcionados a elas, principalmente em paralelo com os encontros oficiais de seus esposos: assembleias gerais da CGADB e Encontro de Líderes das ADs (Elads). 
 
Foi assim que ela liderou a organização e oficialização da União Nacional de Esposas de Ministros das Assembleias de Deus (Unemad) pela CGADB, em 1993, e presidiu o primeiro congresso da União Feminina das Assembleias de Deus (Ufadeb), realizado em 2000, em Belo Horizonte (MG). 
 
Irmã Wanda presidiu a Unemad até 2017, sendo sucedida na presidência pela sua nora, irmã Lídia Costa Dantas, esposa do atual presidente da CGADB e seu filho mais velho, pastor José Wellington Costa Junior. Em 2000, ela foi uma das ganhadoras do título “Personalidade Brasileira dos 500 anos”, pelo grande trabalho social realizado em São Paulo. Além de suas funções na igreja e cuidados da família, Wanda Freire sempre acompanhou o pastor José Wellington em viagens e compromissos. 
 
Nos últimos anos, porém, estava enfrentando problemas de saúde, razão pela qual passou a viajar menos