Comissão de Planos e Estratégias de Evangelismo e Discipulado

A Comissão de Planos e Estratégias de Evangelismo e Discipulado é uma comissão constituída para a missão específica de planejar as estratégias de evangelização das igrejas e programas de discipulado. É composto por um número indeterminado de membros de alto conhecimento em técnicas evangelísticas e marketing, escolhidos pelo presidente da CGADB tendo representantes de cada região do país.

 

Os membros desta Comissão reunir-se-ão sempre após a AGO da CGADB para escolherem tratarem da pauta das atividades tendo sido escolhidos os respectivos Presidente, Secretário, Relator e Secretário-Adjunto, indicados também pelo presidente da CGADB.

 

Compete a Comissão de Planos e Estratégias de Evangelismo e Discipulado: Em vista do desempenho evangelístico previamente observado em nossas igrejas, a comissão tem por objetivos primordiais os seguintes pontos:

 

I. Levantar um exército de intercessores; dentro da população de membros de nossas igrejas;

II. Delinear os objetivos de ganhar almas para Cristo; envolvendo cada crente, para ganhar uma única pessoa para Cristo no ano;

III. Preparar o número suficiente de obreiros dispostos a trabalhar na seara do Mestre;

IV. Estabelecer a formação de Discipuladores nas AD em todo o Brasil;

V. Oferecer e apoiar seminários de debates e formação de discipuladores nas igrejas.

 

Resumo Histórico de Projetos de Evangelização:

 

1. Início:

 

O projeto da Década da Colheita teve seu início em 1988, quando líderes das Assembléias de Deus ao redor do mundo reuniram-se nos Estados Unidos da América, com o objetivo de tomarem uma iniciativa conjunta em favor da evangelização mundial. Nesta reunião estava o representante do Brasil, pastor José Wellington Bezerra da Costa, que assumiu o compromisso de promover no nosso país a Década da Colheita. 

 

O lançamento oficial no Brasil ocorreu no ano seguinte, em setembro de 1989, na 30ª AGO, em Salvador, BA. A partir de então, um grupo de pastores foi escolhido para traçar um projeto arrojado de evangelismo que atingisse todo país.

 

2. Qual são as proposta para o Brasil:

 

Levantar um exército de intercessores; (um correspondente mínimo de 30% da população de membros de nossas igrejas); 

 

Alcançar 50 milhões de convertidos a Cristo; (No início do projeto, em 1990, significava o trabalho de 6 crentes, para ganhar uma única pessoa para Cristo no ano); 

 

Preparar 100 mil obreiros a fim de alocá-los em pontos estratégicos na seara do Mestre; 

 

Plantar 50 mil novas igrejas em todo o Brasil; 

 

Formar e enviar novos missionários além fronteiras. 

 

3. Dados Informativo de Últimas Pesquisas: 

 

O total da população assembleiana até o início da década de 90 era duvidosa. Com o objetivo de possibilitar a Comissão aferir o desempenho dos objetivos propostos foram realizados 3 pesquisas. A pesquisa que obteve melhores resultados foi a de 1993. 

 

Eis os números obtidos: 

Total de igrejas-sede: estima-se em 8.602 

Total de membros: Estima-se em 12.800.000 

Total de batizados: Estima-se em 672.565 em 93 

Taxa anual de crescimento: A taxa se mantém desde 1990 no patamar de 5,0 %. 

 

COMISSÃO DE PLANOS E ESTRATÉGIAS DE EVANGELISMO E DISCIPULADO